1
/
3
/

FishBox

Marcas
 0

COMO VOCÊ ESTÁ SE COMUNICANDO?

Campanhas Publicitárias, Catálogos e Publicações Corporativas Personalizadas, Planejamento de Marketing Digital e gestão de conteúdo para blogs e redes sociais, Endomarketing, Sinalização e Frotas, Anúncios, Rótulos e Embalagens, Folders e Folheteria.

BOM MESMO É QUANDO CRESCEMOS JUNTOS.

Diretor da OWL finaliza treinamento interno da Viação Treze de Junho

junho 16, 2018
Nesta sexta-feira, 15, o diretor da OWL Interativa, Rafael Moraes, esteve presente na cerimônia de encerramento do programa “Motorista Nota 13”, programa interno da Viação Treze de Junho. O projeto desenvolvido em parceria com a OWL, teve como foco a melhoria da qualidade do atendimento e marketing pessoal, ressaltando sempre a importância das boas práticas no ambiente de trabalho. “Participar desse projeto foi desafiador, mas ao mesmo tempo foi algo muito prazeroso pela oportunidade de aprendizado mútuo. Nós conquistamos juntos resultamos consistentes e acredito que cumprimos esse papel de incentivar a mudança para a melhor dentro do ambiente da empresa e que, sem dúvidas, vai se refletir para o usuário final”, explica Rafael Moraes. Na cerimônia foram apresentados os conceitos principais do programa, além dos resultados alcançados ao longo dos meses de abril a junho, no qual o projeto foi realizado. Um dos números que mais chamaram atenção foi a taxa de pontualidade que subiu de 65% em abril para 85% em junho. “Durante todo o período do programa nós observamos o progresso de cada um e os resultados observados são muito promissores para a melhora do nosso ambiente de trabalho e das nossas operações, de forma geral”, avalia Liliane Salvini, diretora da Viação Treze de Junho. Ao final do evento, os os 4 primeiros colocados no ranking de desempenho do projeto obtiveram seu reconhecimento pela dedicação e receberam prêmios em dinheiro. A ideia através dessa premiação é incentivar e recompensar as boas práticas no ambiente de trabalho. “Agora que lançamos a base do programa será mais tranquila a execução das próximas edições. Com toda certeza, como vimos até agora, os resultados serão bem melhores”, finaliza Rafael Moraes.

URL amigável: por que preciso de uma?

junho 13, 2018
Há poucos dias fizemos uma postagem, aqui no blog, falando sobre erros de SEO, você se lembra? Pois bem, um dos tópicos da matéria falava sobre as URLs amigáveis. Como muita gente ainda não está familiarizada com esse termo, muito menos com sua aplicação prática, resolvemos dedicar um artigo inteiramente a esse assunto. Nesta matéria você vai entender claramente o que é uma URL amigável e porque você precisa ter uma. URL amigável: a definição Para começar, vamos explicar resumidamente o que é uma URL. Essa sigla signfica Uniform Resource Locator, ou, se preferir: localizador padrão de recursos, em português. A URL pode ser entendida como um endereço virtual de acesso a um site, pasta do computador, entre outros. Ex de URL: https://owlinterativa.com/assuntos-em-alta-para-2018/ Agora, vamos nos concentrar numa URL amigável. Esse conceito diz respeito aos endereços que são mais compreensíveis para o internauta e motores de buscas. Imagine uma URL repleta de letras e números aleatórios, do qual você não consegue identificar o assunto da página? Vamos da um exemplo nosso mesmo. Ex de URL não-amigável: https://owlinterativa.com/axdf256fscdnd895/ Ex de URL Amigável: https://owlinterativa.com/assuntos-em-alta-para-2018/ Agora, observe, qual das duas você confiaria em abrir? Com certeza, a sua resposta foi a segunda, certo? Isso acontece porque a segunda é mais compreensível, isto é, você consegue entender o conteúdo que será exibido na página que está tentando abrir. Coisa que você não poderia fazer no outro endereço. Por que preciso de uma URL Amigável? Bom, como vimos acima, se você como internauta não confiaria num endereço online com números e letras aletórios, imagina como os motores de buscas encaram uma URL desorganziada como essa? As chances de que ela apareça entre os primeiros resultados são bem menores do que outras mais claras. Se você quer otimizar seu SEO, atrair mais leads, é importante dar uma atenção especial às URLs do seu site. Como deixar minhas URLs mais legíveis É bem simples, na verdade. Basta apenas fazer pequenos ajustes no seu site antes de publicar uma nova página. Na área da URL, prefira sempre utilizar as palavras-chave do seu assunto e separe as palavras pro hífens (-) ou por _. Evite as letras maíusculas, acentos e caracteres que não sejam universais, como o caso da cedilha (ç).  

5 motivos para pequenas e médias empresas investirem em marketing digital

junho 8, 2018
Cada vez mais os serviços e negócios têm migrado para a internet. Afinal, mais do que um meio de comunicação, a web se tornou uma plataforma para troca de informações, onde a todo o momento criamos conexões, buscamos informações, experimentamos, compramos etc. Desse modo, o marketing também precisa evoluir para se inserir nesse ambiente. Quem já percebeu essa dinâmica, provavelmente já está investindo no marketing digital. Mas engana-se que se aventurar pelo mundo da rede mundial dos computadores é coisa apenas para grandes empresas e marcas. O marketing digital também é pra você, pequeno e médio empreendedor. Nesta matéria você vai conhecer 5 motivos que demostram com vale apena investir no marketing digital para sua empresa. TOP 5 Motivos para Investir no Marketing Digital 1 – Custo baixo No marketing tradicional a veiculação de uma peça publicitária pode ser bem onerosa, uma vez que envolve o pagamento de espaço ou mão de obra para que sua mensagem chegue ao cliente. Já imaginou quanto custa um anúncio de 30 segundos nas principais emissoras de TV do país? Carissímo! Apesar de serem eficazes, a TV, jornal, revista, rádios, etc. são meios de comunicação que exigem um investimento em publicidade bem alto. Diferentemente deles, a internet requer recursos bem menores e que você controla com muito mais facilidade. 2 – Mensuração dos resultados Outra grande vantagem que o marketing digital traz é a possibilidade de mensurar seus resultados em tempo real. Você pode acompanhar a todo momento como vão suas campanhas, realizar otimizações, segmentar, etc. Tudo isso de forma simples e prática para maximizar seus resultados. 3 – Segmentação Sabe aquela história de comunicar para quem não tem interesse na sua mensagem? Pois bem, na internet as suas chances de “falar” com um público que não é seu é significativamente menor. Existem ferramentas que podem ser acionadas para melhor direcionamento das suas campanhas para que sua mensagem chegue a quem realmente tem interesse em adquirir seus produtos e serviços. Mesmo que seu público seja menor, a sua mensagem alcança quem de fato vai ser o seu cliente. 4 – Alcance Não é preciso nem dizer que investir em internet é apostar na mídia que alcança grande parte do público, afinal o número de pessoas que acessam a web diariamente só tem a aumentar com o tempo. De acordo com a mais recente Pesquisa de Mídia Brasileira, elaborada pela Secretaria de Comunicação da República, realizada em 2016, a internet foi apontada por 49% dos entrevistados como sua primeira ou segunda fonte de informações. Ainda falando em estudos, segundo a pesquisa TIC Domicílios, elaborado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), em conjunto com o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) e  pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br)em sua 11ª edição, em 2015, revelou que a internet alcança 58% da população brasileira, o que representa 102 milhões de internautas. 5 – Engajamento orgânico Por fim, vale destacar que as campanhas on-line tem grande chance

3 Principais erros de SEO e suas soluções

junho 6, 2018
Entre as principais estratégias adotadas para fortalecer o marketing inbound está na captação na leads. Uma tarefa árdua, mas necessária para quem conhece a área. Afinal, aparecer nas primeiras posições do Google exige uma série de otimizações de SEO. Pensando nisso, listamos aqui os 3 Principais erros de SEO e suas soluções para melhorar o seu desempenho nas buscas. 3 Pecados capitais do SEO 1 – Carregamento do site Como anda o carregamento do seu site? Se ele demora muito a ser exibido, temos uma má notícia pra você: seu site pode estar perdendo posições nos resultados do Google e você está deixando de captar leads. Acontece que a maioria dos internautas não tem paciência para esperar pelo carregamento de um website. A lentidão na resposta pode fazer com que um usuário abandone um site antes mesmo de abrir a home. Uma dica para saber se isso ocorre é ficar atento ao tempo de respsota do seu site no Google Analytics.  Se você constatar que sua página leva um tempo considerável para carregar, é hora de buscar soluções junto a sua equipe de T.I para otimizar melhor o seu site. Outra dica é fazer um teste por essa ferramenta gratuita do Google, que analisa a velocidade de resposta do seu site e sugere algumas ações para corrigir esse problema. 2 – URLs longas Já ouviu falar em URL amigável? São aqueles endereços de sites em que você consegue identificar bem o assunto do site, graças a sua boa organização dos termos, ao invés daqueles números e letras aleatórios. É preciso ficar atento a URLs que levam seu potencial cliente ao seu site. Sempre que for criar uma nova página ou publicação no seu site, verifique se o seu endereço é legível, curto  e contem sua palavra-chave. 3 – Imagens As imagens carregadas em seu site também são importantes e merecem atenção. Imagens quebradas, sem atributos alt e muito pesadas prejudicam a experiência de uso dos seus internautas. A dica é escolher imagens leves, em boa resolução para complementar seus conteúdos e incluir os atributos alt (textos complementares sobre a imagem, como a descrição). Gostou das dicas? Então, não deixe de conferir a segunda parte dessa matéria com mais 3 dicas.

Saiba como a emoção está envolvida com o marketing

maio 31, 2018
Todos os dias lidamos com diversas situações que mexem com nossas emoções. Ora estamos contentes com algo, outrora tensos e apreensivos com outros acontecimentos e assim por diante. Saber equilibrar bem essa balança de emoções é fundamental para nossa qualidade de vida. Ok, você já sabe disso, mas você já parou para pensar como o marketing  também exerce influencia nas nossas emoções? Sim, pode parecer estranho num primeiro momento, mas há diversos estudiosos que se dedicam a interpretar como o cérebro humano se comporta diante de uma mensagem publicitária. Saber como seu potencial consumidor interpreta o que ele recebe é uma ferramenta muito poderosa quando utilizada da forma correta. No mundo do marketing, mexer com a emoção das pessoas pode se traduzir em vendas e engajamento, quando se atinge os objetivos, ou em desconforto e afastamento do consumidor quando não se consegue gerar emoções positivas. Em primeiro lugar, a maioria das marcas deseja despertar sentimentos positivos em seus clientes. As mensagens em geral tentam transmitir ideias de confiança, satisfação, alegria, compaixão, etc. As emoções de característica positiva reforçam ideias e atributos desejados a um produto ou marca. Isso pode se refletir em mais vendas e engajamento no público que aprecia a sua mensagem. Apesar disso, é possível trabalhar com, digamos, sentimentos mais negativos. Não estamos falando necessariamente da raiva e do ódio, mas naquela sensação de urgência, por exemplo. Ela desperta no consumidor o estado de alerta e quando usada da maneira certa faz com que ela funcione como um gatilho para que seu público preste mais atenção na sua mensagem e reaja de forma mais rápida ao seu conteúdo. Enfim, as emoções no marketing tem todo um aparato de ações e objetivos específicos que são utilizados para se conectar ao seu público. Esse processo acontece a todo instante e é pensado já na criação das peças. Viu só como uma estratégia não é puramente algo racional?  

TOP 10: Conheça as 10 marcas mais influentes no Brasil em 2017

maio 29, 2018
O instituto de pesquisa IPSOS publicou recentemente a sua tradicional pesquisa pelas marcas mais influentes entre os consumidores. O levantamento realizado globalmente, apontou quais empresas são as que despertam maior relação com os clientes. Como resultado, foi descoberto que no Brasil, o Google é a marca mais influente de 2017. A pesquisa A nova edição da pesquisa “The Most Influential Brands”,  consultou mil consumidores brasileiros, entre 22 de janeiro e 2 de fevereiro de 2018. Para compor o resultado é a pesquisa considera 57 critérios avaliados para cada marca, a partir de cinco aspectos gerais: Liderança & Inovação, Confiança, Presença, Responsabilidade social, e Engajamento. As marcas que ocupam as primeiras posições são justamente aquelas que despertam maior identificação com o consumidor a ponto de que suas soluções sejam as suas preferidas para o uso no dia a dia. Estamos falando de uma relação emocional que faz com que os consumidores não podem imaginar suas vidas sem essas marcas. Analisando os resultados As primiros cinco posições na lista brasileira é ocupada principalmente por empresas de tecnologia e americanas, casos do Google, Facebook, Microsoft e Netflix. Isso pode indicar que as empresas do ramo tem conseguido gerenciar muito bem seu marketing e experiência de uso para que seja difícil passar um dia sem utilizá-las. Outras empresas que completam o ranking são a Nestlé, a Mastercard e a Havaianas que oferecem soluções no setor alimentício, cartão de crédito e calçados. Confira o ranking completo: 1 – Google 2 – Facebook 3 – Samsung 4 – Microsoft 5 – YouTube 6 – Netflix 7 – Nestlé 8 – MasterCard 9 – Havaianas 10 – Danone

Marketing tradicional x digital: descubra qual a melhor opção

maio 24, 2018
Não é nenhuma novidade para ninguém que marketing é essencial para o sucesso de um negócio. Em tempos cada vez mais concorridos, torna-se primordial aprimorar suas estratégias para alcançar mais pessoas e gerar mais resultados. Ok, você já está convencido de que o marketing para sua empresa é importante, mas a partir do momento que você decide investir nesse setor você se depara com a seguinte questão: suas campanhas serão direcionadas em estratégias de marketing tradicional ou digital? Complicou, não é? Calma, pois vamos abordar as diferenças entre os dois tipos de marketing para que você decida qual a melhor opção para o seu empreendimento. Diferenças O marketing tradicional é aquele que estamos acostumados a ver no mundo real, isto é, o mundo desconectado. São os anúncios publicitários na TV, rádio, jornal, revistas, flyers, etc. Já o marketing digital é aquele realizado no ambiente virtual: a internet. A gama de possibilidades de anúncios e campanhas são múltiplas. Podem ser veiculados anúncios em áudio, vídeo, texto e imagens ou tudo isso em conjunto. Vantagens do marketing tradicional Entre as principais vantagens desse formato está o grande alcance que ele permite, uma vez que os meios de comunicação tradicionais fazem parte do lar e do dia a dia das pessoas. Outra vantagem diz respeito ao público consumidor de idade mais avançada. A maioria das pessoas de mais idade não acessa com tanta frequência a internet ou não confiam tanto assim nos anúncios que veem. As campanhas tradicionais também possuem uma duração maior, uma vez que um anúncio impresso pode ficar armazenado junto a um potencial cliente por muito mais tempo que um anúncio no meio digital. Vantagens do marketing digital As campanhas de marketing digital oferecem como principais vantagens a mensuração em tempo real das campanhas; maiores possibilidades de segmentação de público; rapidez na geração de resultados; alcance global e poder de viralização. Qual a melhor opção? Na verdade, a melhor opção é que a sua empresa invista em uma estratégia combinada de marketing. Unir o digital e o tradicional sempre é uma boa ideia. Por mais que os tempos sejam de tecnologia e de informação a todo instante, as mídias físicas ainda tem seu valor e cumprem bem seu papel. Se ainda assim restarem dúvidas ou seu orçamento seja apertado para investir nos dois formatos, vale a pena lançar mão de uma pesquisa de mercado para saber onde seu público se encontra para impactá-lo da melhor forma.